Ray Ban, Sol, Verão, refração e riscos aos teus olhos!


Sabendo dos riscos para a visão e da intensidade dos raios solares, quando o mesmo reflete na areia da praia, na piscina, no capô do veículo e da necessidade do uso de um bom equipamento, decidimos nos antecipar ao verão e divulgar algumas maneiras de reconhecer e diminuir o risco de comprar um óculos falso, que pode até custar menos, mas colocar sua visão em risco e causar lesões irreversíveis à saúde e qualidade ocular.

 

Seguem algumas dicas:

Verifique as Lentes do Ray-Ban

As Lentes dos óculos Ray-Ban
A fabricação de lentes de alta qualidade ainda é restrita a poucos fabricantes. Portanto para verificar se as lentes dos óculos ray-ban são originais, tire os óculos e observe-os de frente. Uma lente de má qualidade provoca distorções na visão, mesmo que imperceptíveis no primeiro momento, e seu uso prolongado pode causar desconforto, causando dor de cabeça, tontura e mal estar.
Atenção a gravação “RB” na lente
Na lente esquerda do todo óculos Ray-Ban existe o símbolo “RB” gravado. A gravação é tão discreta que pode passar desapercebida, mas pode ser facilmente visualizada se a lente for colocada contra a luz. Essa gravação é feita a laser e, por isso feita com precisão. Portanto, se encontrar esse símbolo malfeito ou tipo marca d´água, os óculos não serão originais.
Marca na parte superior da lente direita do óculos Ray-Ban
Muitos modelos Ray-Ban possuem essa marcação na lente. Antes de comprar, verifique se o modelo que você deseja tem e, em caso positivo, observe atentamente, verificando se não está borrada ou mal feita.

Qualidade da armação dos óculos Ray-Ban

Sinta o peso dos óculos
Ray-Ban original pesa um pouco mais que o falsificado pois
possui um suporte de metal dentro das hastes. Dá pra ver isso fácil nos modelos com hastes transparentes. Se o produto parecer frágil e leve demais desconfie.
Cheque cuidadosamente a qualidade da armação do óculos
Confira se não há costuras no plástico. Todos os óculos Ray-Ban são feitos com uma matéria-prima de alta qualidade e passam por processos industriais de última geração. Uma característica importante é que todos os óculos da marca são feitos de um corte só de acetato, sendo polidos manualmente. Logo, fique de olho em cortes, partes ásperas e, principalmente, em costuras. Todos esses defeitos são resultantes de processos industriais baratos. Apesar de as costuras poderem estar em qualquer parte da armação, elas são mais comuns acima das lentes e perto das pontas das hastes (as partes que ficam sobre suas orelhas). Fique atento também a cor da armação, pois a cor dificilmente é igual a original.
Confira a qualidade das dobradiças dos óculos Ray-Ban
Abra os óculos e olhe-os por trás. As dobradiças nos cantos dos óculos devem ser feitas com um material de alta qualidade. Devem estar nitidamente aparafusadas ao resto dos óculos, e não coladas ou encaixadas com peças de plástico.

Detalhes da Armação nos Óculos de Grau e Óculos de Sol Ray-Ban

As plaquetas (ou almofadas do nariz):

nos óculos Ray-Ban originais, elas possuem o “RB” gravado no centro.
Detalhes nas hastes da armação:
– Nos óculos Wayfarer ou Clubmaster: olhe os óculos de frente. É necessário que existam detalhes ovais ou em forma de losango nos cantos da armação. Elas devem ser brilhantes. Se você passar a unha nelas, não haverá nenhum arranhão.
– A logo da hasteolhe os óculos de lado. Você encontrará o “Ray-Ban” escrito na parte próxima a têmpora. Vale lembrar que os modelos que possuem as hastes muito finas como o Ray-Ban Aviador, não apresentam essa logo lateral. Observe bem para verificar se a logo está bem feita (não colada, não aparafusada e/ou legível).
– A identificação dos óculos na parte interna da haste esquerda: o modelo, a série e informações sobre tamanho (da lente, da ponte e do comprimento da armação) devem estar escritas em branco, nítidas (impressas sem borrões, de forma legível).

Kit Ray-Ban Original. Observe.

A embalagem do Kit Ray-Ban:
Observe na imagem ao lado. O kit é cinza fosco e apresenta uma etiqueta de identificação autocolante com código de barras, número de série do fabricante, distribuidor e os detalhes e o número de modelo. Se esta etiqueta não estiver presente, é provável que os óculos dessa caixa sejam falsos. Além disso, foi incluído há pouco tempo um código QR nesta etiqueta para saber se os óculos Ray-Ban são verdadeiros. Uma ótima dica é verificar se as informações contidas na haste conferem com as da etiqueta, pois, em caso negativo, é um indicio de falsificação.
A case/estojo:
 na parte lateral exterior dos óculos Ray-Ban aparece o logotipo da marca, este logo não deve aparecer como um autocolante ou pintura. Você deve passar o dedo por cima e sentir que tem relevo, caso contrário é provável que se tratem de óculos Ray-Ban falsos. No botão da case deverá ter gravado o logotipo da Ray-Ban
cartão de autenticidade:
 deve estar impresso em cartão de alta qualidade. Não deve conter erros gramaticais nem ortográficos. A tinta não pode manchar (esfregue o dedo sobre o papel para comprovar).
E finalmente, a Nota Fiscal dos Óculos Ray-Ban:
ela é a sua maior prova de autenticidade e segurança. Além de comprovar a garantia, informa o tipo, modelo, marca e assegura o seu direito na hora de registrar a reclamação nos Órgãos de Defesa do Consumidor. Óculos originais sempre vem com Nota Fiscal.
Deixamos claro que nossa intenção é sempre de informar e o exemplo utilizado aqui com o óculos da ray ban é para orientar em razão da grande procura dos modelos e produtos da marca mais vendida que virou sinônimo de óculos de sol.

 

 

Fonte: www.okulos.com.br


Nenhum comentário



Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Quem Somos

Somos um grupo, preocupados com a disseminação das melhores informações que possam vir a contribuir no seu cotidiano, bem como auxiliar na resolução de dúvidas e ou problemas que possam surgir em assuntos diversos, e ainda suprir a ânsia pelo conhecimento!

Leia Mais