Sistemas de Freios e Assistentes que podem evitar acidentes!


Controle de tração, de estabilidade, auxílio em rampas e distribuição eletrônica de frenagem são tecnologias que se popularizam e ficam cada vez mais acessíveis aos consumidores. Mas cuidado: as fábricas costumam usar diferentes siglas para batizar esses equipamentos. Assim, na hora de fechar um negócio, essa confusão entre nomes pode dificultar a escolha de determinado modelo.Veja um bom exemplo: alguém pode ficar impressionado com um Omega ao ler na publicidade que ele tem recursos eletrônicos tão exclusivos como ESC e EBA. Na mesma loja você pega o folheto do Cruze, quase 100000 reais barato, e descobre que ele traz ESP e PBA. Pois saiba que nada mais são que controle de estabilidade e auxílio a frenagens de emergência, respectivamente. Com nomes diferentes, apesar de ambos serem Chevrolet. Para ajudar a desembaralhar essa sopa de letras, elaboramos uma lista com as siglas mais usadas.

AFU, BAS, BA, EBA, PBA (auxílio a frenagens de emergência): aplica força total nos freios em casos emergenciais. A sigla mais popular é BAS, usada em modelos como Corolla, Elantra ou Freemont. Mas no Fluence e noutros franceses é o AFU. Já no Civic, chama-se BA. Na GM, é ainda EBA e PBA.

EBD, REF (distribuidor eletrônico de frenagem): chamado de EBD pela maioria das fábricas, vira REF em franceses como DS3 e 408. Ele distribui a força aplicada pelos freios nos eixos dianteiro e traseiro.

ASR, TCS (controle de tração): impede que as rodas girem em falso em arrancadas. Certas marcas prefe- rem chamar o aparato de ASR, como a Citroën e a VW. Para outras, como Chevrolet e Kia, é TCS.

ESP, ESC (controle de estabilidade): é um conjunto de sensores programados para manter o carro na trajetória.Ativa os freios em uma ou mais rodas quando ele reconhece situação de risco ou perda de aderência. Nos modelos Audi, Chevrolet ou Kia, é conhecido como ESP, enquanto a Ford dá o nome de ESC.

Dualogic, Easytronic, ASG: são nomes adotados por Fiat, Chevrolet e VW, respectivamente, para o câmbio automatizado ou robotizado. Muitos confundem com as transmissões automáticas tradicionais, pois o modo de condução não se altera em relação a um câmbio automático. Porém as automatizadas são basicamente câmbios manuais operados por uma central eletrônica, encarregada de fazer as trocas.

AWD/4WD/4×4: embora parecidas, significam dois sis- temas diferentes. AWD (de All Wheel Drive) e 4WD são abreviações para tração integral permanente; o sistema 4×4 em geral permite escolher o tipo de tração entre rodas dianteiras, traseiras ou nas quatro.

Fonte:

www.quatrorodas.abril.com.br


Nenhum Comentário



Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Quem Somos

Somos um grupo, preocupados com a disseminação das melhores informações que possam vir a contribuir no seu cotidiano, bem como auxiliar na resolução de dúvidas e ou problemas que possam surgir em assuntos diversos, e ainda suprir a ânsia pelo conhecimento!

Leia Mais