Táxi e Taxímetro como saber a regulamentação!


Poucos sabem, mas a tarifa do táxi, bem como a fiscalização do uso do equipamento destinado para registrar os valores inicial e do quilômetro rodado, também devem ser fiscalizados pelo mesmo setor de

Como poucos sabem, vai aqui um esclarecimento para que as pessoas deixem de ser lesadas pelos profissionais que se aproveitam da falta de informações.

Estamos chegando em um período de Olimpíadas, com o aumento da frequência dos turistas estrangeiros, temos a obrigação de esclarecer alguns fatos e tornar pública uma Lei que entrou em vigor no ano de 2011.

Bandeira 1, funciona das 06:00h até às 20:00h, já depois desse horário o taxista deve cobrar pela Bandeira 2.

Clique no link abaixo e veja a Lei na íntegra!

Lei 12468 regulamenta o taxista

O artigo 8º desta Lei, determina que todas as cidades brasileiras com mais de 50.000 habitantes, deverão ter veículos na frota de táxi dotados de taxímetros e com os mesmo aferidos anualmente pelo IPEM de cada estado respectivo de licenciamento do veículo e registro do condutor.

Nas cidades maiores, porém, os táxis são obrigados a usarem o taxímetro para cobrar o valor das corridas.  O taxímetro é um instrumento que mede a distância que o táxi percorre e, também, o tempo que o veículo fica parado quando em serviço (aguardando um passageiro, por exemplo). É muito importante que as medições de distância e tempo feitas pelo taxímetro sejam corretas. Por isso é obrigatório submeter o instrumento ao controle metrológico do IPEM-SP .

Controle metrológico é o processo de verificação do instrumento para ver se ele está medindo corretamente, e também se está indicando corretamente os valores referentes à essa medição. A verificação do taxímetro é feita uma vez ao ano, ou sempre que a prefeitura altera o valor da tarifa.  Além de verificar o taxímetro os especialistas em metrologia do IPEM-SP verificam outros aspectos obrigatórios, como o estado de conservação do instrumento e a sua posição no painel do veículo.

taxímetro

O taxímetro que estiver bem conservado, instalado corretamente e que apresentar desempenho metrológico correto é aprovado e recebe um lacre amarelo e a marca de verificação do Inmetro (um selo holográfico adesivo) com o ano de validade. Agora, veja algumas dicas:

Informe-se sobre o valor das tarifas, que são determinadas pelas prefeituras municipais. Algumas prefeituras autorizam o serviço de táxis especiais, cujas tarifas são maiores que as do táxi comum.

Segue neste outro link, um site para que você possa calcular o preço de uma corrida de táxi em diversas cidades do Brasil:

http://www.tarifadetaxi.com/

Fonte: camara.gov.br

ipemsp.wordpress.com/tudo-sobre-taxi/

 


Nenhum comentário



Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Blue Captcha Image
Atualizar

*

Quem Somos

Somos um grupo, preocupados com a disseminação das melhores informações que possam vir a contribuir no seu cotidiano, bem como auxiliar na resolução de dúvidas e ou problemas que possam surgir em assuntos diversos, e ainda suprir a ânsia pelo conhecimento!

Leia Mais